Boa Noite, Seus Filhos Duma Pleura

Yes, we can... not. Sorry.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

OS MELHORES EPISÓDIOS DE PICA-PAU



Dizem que nossa infância é responsável pelo que nos transformaremos. Se isso for verdade, já tenho uma boa arma para explicar pro cara lá de cima porque fui esse cretino desgracento abraçado com o Bodão que vos fala enviando mensagens de sabedoria para preencher o vazio de vossas massas cinzentas: o motivo é o sujeito aí em cima.

Primeiramente, temos que explicar que existiram diversos tipos de Pica-Pau, muitos deles derivados de um mesmo estilo, mas em suma, eles são esses aqui:

O PICA-PAU BIRUTA OU PICA-PAU CLÁSSICO



Assim chamado pelo nome do episódio que o apresenta para a telinha. Esse é o mais antigo exemplar do topetudo. Muitos consideram a melhor fase, mas tem muita gente que não gosta também. O que a caracteriza é a total falta de cérebro de nosso amigo. Aqui ele é: preguiçoso, interesseiro, psicótico, caótico e encrenqueiro, ah sim, não esqueçamos também de um completo drogado, usuário assíduo das do tipo sintéticas sabe: LSD e principalmente Extasy, isso porque o Pica-Pau dessa época está sempre elétrico. Sério gente, ele não pára quieto por um segundo, estando em alta velocidade até quando fala... droga da braba! Um anarquista cretino! A palavra que resume bem essa fase é DESTRUIDOR e me lembra muito bem de minha fase dos 2 aos 6 anos, uma criança hiperativa que só pensava em quebrar coisas e atazanar meus pais, que pouco tempo depois desistiram de mim e me entregaram a uma família de passarinhos. Deu no que deu. Um passo importante na construção de um Márcio Couto formado, esse sujeito que vos fala hoje.

O PICA-PAU MALUCO OU PICA-PAU VAGABUNDO



Não confundir com o Biruta. Esse Pica-Pau engana, mas por incrível que pareça, é bem pior que o seu antecessor. Sim, continua interesseiro e encrenqueiro, mas nessa fase, ele é também um encostado e está sempre com fome (larica), por isso, o uso do adjetivo Vagabundo. Muito parecido com o Biruta no design, sua personalidade muda bastante: mais lúcido e desacelerado. Aqui, ele ainda não promove o mal propriamente dito, quer apenas se dar bem às custas dos outros e, diferente de algumas versões, muitas vezes torna-se vítima. É também aqui sua versão menos moral, travestindo-se, roubando, invadindo a privacidade dos outros, e por aí vai. Ainda usuário de drogas, abandonou as porcarias sintéticas das raves adotando uma atitude mais hippie , eudiria que nosso topetudo aqui é um maconheiro lariquento. As palavras dessa versão é ERVA DANINHA DA SOCIEDADE e me lembra meus 7 aos 9 anos, após me alimentar de meus pais passarinhos por não me darem comida direito e começar a viver nas ruas, onde conheci a violência e as drogas, além da prostituição, ô rapaz, Márcio Couto sente saudade dessa fase...

PICA-PAU DE OLHOS VERDES



Essa sim, é a versão mais nociva, devastadora, alucinada, mesquinha, pestilenta, drogada, assassina, psicótica, destruidora, avassaladora, venenosa, canalha, cretina, sonsa, miserável, desgraçada, xexelenta, bestial, monstruosa, horrenda, covarde, vingativa, assombrosamente sociopata, vampira, predatória, corrupta, maligna, demoníaca e/ou diabólica e/ou satânica, bastarda, compulsória, assassina, ladra, temível e icônica de todas as versões do passarinho. Usa heroína por sua, às vezes, inexplicável letargia. Não é a melhor versão, vale dizer, mas foi a que trouxe sua péssima reputação, nenhuma outra versão topetuda é tão impressionante quanto essa, seus feitos vão de roubar uma comunidade inteira de passarinhos até devastar uma floresta inteira. A palavra dessa fase é TERRORISTA, uma verdadeira arma em ignição na testa da sociedade puritana. Aiai, minha puberdade....

PICA-PAU DEBOCHADO



Minha versão favorita, é também a favorita de muita gente. Os desenhos aqui melhoraram sensivelmente e os personagens são mais caricatos. Alguns dos episódios mais clássicos são dessa fase. Esse pica-pau é a menor versão de todas, cabendo na palma da mão da maioria dos antagonistas, o topete é pouca coisa mais curto e o bico tem uma curva acentuada para o alto, além disso, sua voz esganiçada inconfundível o torna irresistível. Aqui, ele está mais calmo, mas continua usuário e, por suas idéias às vezes nada com nada, eu diria que ele dá uma cheirada de vez em quando. As palavras que o caracteriza é SEM NOÇÃO. O que? Voz mudando obviamente que remete à minha adolescência, as primeiras experiências sexuais, aiai..... ...vou logo avisando que sexo é legal, mas peça pra sua parceira de vez em quando dar uma depilada lá embaixo porque muita pena coça.

PICA-PAU SOBRANCELHUDO



Essa é uma das melhores versões, sua voz engrossa bastante, aqui eu diria que o Pica-Pau abandonou as drogas, mas os resultados foram devastadores, ele é muito mais letárgico do que os outros, e às vezes, até retardado. Estão vendo, crianças?! Aprendam com o passarinho vermelho porque ele sabe das coisas. Sempre ensinando. Que bonito. Alguns dos melhores episódios são dessa fase e a palavra da vez é SEQUELADO. Remete aos meus anos de Woodstock e o início de minha pós-clínicas de reabilitação.

PICA-PAU BONZINHO



Ele tem voz de velho e é facilmente reconhecido, a maioria de suas aventuras são ou no velho oeste, ou com os sobrinhos (apesar de alguns do Pica-Pau Debochado também o serem) ou com um cachorro chamado Tagarela. É a fase mais sem graça, repetitiva e até boba. A versão mais politicamente correta de todas, por isso, perdeu muito da graça, apesar de alguns bons episódios como o do príncipe transformado em dragão. A palavra da vez é DOMESTICADO e me faz lembrar de quando tive mulher e filhos, mortos pelo Furacão Katrina em dois mil e alguma coisa.


Dadas as explicações, vamos começar com a lista, que será breve em suas posições. Vou logo avisando que infelizmente o episódio do Pintor e do Bandido do Trem tiveram que ficar de fora, mas aqui vai uma menção honrosa a eles (independente de estarem na lista ou não).

Beleza, simbora:


15- NASCIDO PARA PICAR





Não, não é o nome do mais recente álbum da Ammy Winehouse. Esse episódio é um comovente retrato da velhice. Mostra um Pica-Pau já não conseguindo picar direito de tão velho lembrando-se de sua juventude, quando destruía territórios vizinhos e espalhava o mal por querer, o protagonista é o Olhos Verdes, o que torna tudo muito mais simples: ele só quer corromper a tudo e a todos trazendo à tona o pior lado das pessoas. Esse episódio mostra sua vida desde bebê até o auge de sua constituição física, destruindo árvores inteiras. Seu pai enlouquece com a desgraceira de seu filho possuído por Satanás e sua mãe apenas o acoberta, a história chega ao absurdo de mostrar o casal na miséria enquanto o filho da puta come tudo e tá pouco se fudendo. No final, o Velho Pica-Pau se joga de um precipício querendo se suicidar (desenho para criança hein!) rumo a seu túmulo logo embaixo, mas a mão do desenhista surge e apaga a lápide criando uma fonte da juventude onde o passarinho mergulha em cheio. Rejuvenescido, ele volta a fazer suas arruaças e prossegue com seu dever para com a sociedade, destruir ela.



14- O PASSARINHO NO RELÓGIO (O CUCO)





Protagonizado pelo Debochado, esse episódio é um dos mais famosos. Nós temos aqui um relojoeiro muito do infeliz que vive uma vida pacata construindo Cucos. Para tal, ele pega passarinhos de verdade (!), os empalha e os aprisiona em relógios todos ajustados para o mesmo horário. Uma das cenas mais lembradas é quando todos tocam ao mesmo tempo e ele precisa pôr rolhas nos ouvidos. Nesse episódio o Debochado arruma sarna pra se coçar e decide infernizar com a vida do infeliz só porque ele estava fazendo barulho (Pica-Pau: "Ah! Um dos do tipo extravagantes, hein!"). Daí, ele se passa por Cuco só que acaba sendo capturado e o tiro sai pela culatra, agora, usando um urso que só quer dormir como Judas e intermediário para sentar a porrada no relojoeiro, o Pica-Pau se diverte ás custas dos outros. Ah, gente, sei lá, eu não tenho muito o que dizer, ele é simplesmente um desgraçado! Então a maioria das piadas já estão prontas!....



13- O ESPALHA-LIXO





Quando era moleque esse era um dos episódios que eu mais gostava, só por causa do carrão com cara de Pica-Pau que o Bonzinho usava. Esse episódio é bem simples, uma nova ameaça toma conta da cidade, um vilão chamado de Espalha Lixo, o xará aí em cima. Daí, o agente Pica-Pau (deve ser da Al-Qaeda) é chamado para resolver o problema. Tudo que o vilão alucinado faz é jogar papel pela cidade, sim, o Pica-Pau aqui serve como o disseminador da responsabilidade pública... eu sei, chaaattoooooo..... mas apesar do que pode parecer, é um episódio muito divertido, não é propriamente engraçado, mas muito interessante, principalmente por ser o mais diferente de todos os episódios envolvendo o Pica-Pau Bonzinho (aliás, de qualquer Pica-Pau porque nunca vi ele fazer nada de útil para o governo..... .....é por isso que gosto dele).



12- O INVENTOR MALUCO





"Durma Pica-Pau, não faça fita. Amanhã de manhã vai parecer com a Cheetah." Sim, uma das mais célebres frases do desenho surgiu nesse episódio do Sobrancelhudo. Um Pica-Pau vendedor (é, cara, um dos raros episódios que ele está empregado) bate na casa de um cientista pouco tempo antes que este procurava uma cobaia para trocar o cérebro de seu gorilão. Usando o passarinho de otário, ele quase consegue. A melhor cena é quando todos estão aparentemente dormindo e começam a trocar olhares na surdina, de rabuda de olho. Agora, vamos fazer um balanço geral, até então, tivemos: um cientista que usa animais como cobaias para troca de cérebro, um desgraçado que enlouquece um relojoeiro pelo seu bel prazer, um bebê que faliu os próprios pais em troca de toneladas de comida.... .....quem é o vilão dessa porra? Não, sério. Que filho duma puta mesquinho do cacete põe um bicho desses para entreter crianças todas as manhãs? Que lição eu tiro disso? Que posso viver bem ás custas dos outros? Que o mal compensa?.... ..... WALTER LANTZ (CRIADOR), SEU FILHO DA PUTA, EU QUERO MINHA INFÂNCIA DE VOLTA! NÃO GOSTEI DE TER FEITO AS COISAS QUE FIZ E FOI TUDO CULPA SUA!! E VOU ATÉ O INFERNO TE BUSCAR, SEU SACANA, SAFADO!! 171 DO CACETE!!!! VOLTA AQUIII....



11- O INQUILINO MALANDRO





"Primo! Como é que vai? Como é que vai? Como é que vai?". "O Inquilino Malandro" conta uma das histórias mais absurdas de todas envolvendo o Pica-Pau reencarnação de Lúcifer: após voar muito e não ter para onde ir, o Sobrancelhudo se depara com uma bela casinha de passarinho. Sabendo que a casa é habitada por algo que parece ser um Melro, ele usa de uma artimanha suja, para falar a verdade, até covarde, para se dar bem: como são parentes distantes por alguma semelhança de Classe ou Família biológicamente falando, o anunciador do apocalipse o chama de primo e vai entrando na residência mas, como a casa é pequena... o jovem e pacato Melro acaba por ser expulso! Da própria casa! Caralho!! Walter Lantz filho da puta! Em seguida, o Melro pede ajuda pro seu dono, um tiozinho simpático com cara de nerd e colecionador de selos, que primeiro tenta resolver no diálogo. Após obviamente ele ser sumariamente ignorado pelo Sobrancelhudo, o tiozinho retorna com uma espingarda e sai fudendo com a porra da casinha toda. Ele sofre muito mais do que o Melro, mas no final, consegue expulsar o Pica-Pau, que sai voando sob uma chuva de tiros.... mas não por algum mérito. Mas que personagem inacreditável, cara! Puta merda, véio!



10- A HORA DO BEBÊ





Um dos mais famosos episódios do Maluco apresenta aquele que será o maior nêmesis do topetudo:



Isso mesmo, Wally Walrus - O Leôncio. A bem da verdade, Leôncio é um sujeito muito tranquilo que acaba sendo fudido por todos os lados pela pica cheia de penas do Pica-Pau Maluco. Sério, não me lembro de nenhum episódio em que a Morsa tenha começado alguma desavença. Ele é simplesmente algum afro-descendente (porque na legislação brasileira só os negros podem se fuder no mundo) muito na merda (apesar de quase sempre ser rico) que é usado, abusado, estraçalhado, pelo senhor Walter Lantz para que o passarinho emissário dos diabos galáticos consiga sua vingança para com a civilização. Sim, aqui, Walrus é um milionário que quer ter um filho e o Pica-Pau é um indivíduo desprovido de bondade que exige para ele todo o dinheiro do mundo só porque sim. Muito fudido e tendo gastado seu dinheiro com piranhas da Vila Mimosa e Zirré (mistura de Crack com Maconha, isso que dá trabalhar com pessoal do Jacaré), o passarinho articulador das sombras se veste de bebê e simplesmente acaba com a vida do Leôncio. Ponto. É isso aí, o episódio se resume a isso. Viva a infância!



09- VOU LHE DAR UMA MULTA (PICA-PAU RACHADOR)





Dando continuidade a sua linha de episódio de utilidade pública, o Pica-Pau Biruta faz um escarcel de carro pelas estradas dos Estados Unidos e quando um guarda (um tanto lerdo, diga-se de passagem) cruza seu caminho, ele se revela uma arma mortal: destruindo propriedades, florestas, desacatando a autoridade, propagando a violência generalizada, e por aí vai. No final, nada se resolve, o guarda fica maluco ("Siga aquele carro! Siga aquela motoca! Siga aquele chinezinho! Veja, eu sou um bombardeiro!! Bilú, bilú!!") e o Pica-Pau Maluco continua sua vida tranquilamente. Mais um dia salvo pelo Pica-Pau que agora explica como a vida no trânsito funciona para as crianças: você faz o que quiser, quando algum policial vier te encher o saco, você faz de tudo pra se livrar e ainda tira sarro, enlouquece, e se aproveita de um honesto homem da lei, em seguida prossegue sua vida na estrada esperando a próxima vítima de sua sanha psicótica que só cresce. O mundo funciona assim, crianças. Sigam o Pica-Pau, ele está mostrando o caminho.



08- PROPAGANDA SUPER





O Pica-Pau debochado quer assistir um de seus programas preferidos "Conquiste O Mundo" (ou algo parecido, acho que é "Desbrave O Mundo", sei lá, tô fazendo de memória, porra!). Mas antes de começar, ele enfrenta uma sequência de propagandas, entre elas: o sonífero Saca-Rolha (que bate uma luva de boxe na fuça do cara com insônia) e o Creme Dental Sorriso Feliz (que deixa os dentes cheio de bolinhas coloridas), uma crítica à televisão. Em seguida, o apresentador pergunta: "Quem está enterrado no túmulo de Gandhi?". Sabendo a resposta, o Debochado precisa chegar rápido no estúdio de TV e ganhar o prêmio, uma viagem ao redor do mundo (até parece que é assim). Após muita coisa dar errado, ele chega ao palco e responde errado (acho que ele fala George Washington.... ...burro pacacete, aprendam com ele, crianças). Então, o Pica-Pau perde, mas não antes de arruaçar todo o estúdio. Fim. Ele vê um programa. Ele sabe a resposta. Ele tenta chegar no estúdio. Ele responde errado. Ele perde. Ele destrói o estúdio ou algo parecido. Agora, o Pica-Pau ensina que você não precisa saber das coisas pra conseguir o que quer, e caso você seja um ignorante que fugiu do internato, não se preocupe se sua inteligência não o privilegia, o barbarismo e a truculência sempre vão te levar para algum lugar. Portanto, destrua, humilhe, não estude, seja burro, você vai se dar bem se tiver instinto destrutivo.



07- VUDU É PRA JACÚ





Ai merda, biquei a porra da estante! Enfim, "Vudu É Pra Jacú" trata-se de um dos melhores episódios do Pica-Pau, aqui, em mais uma utilidade pública, ele defende o cristianismo-protestantismo-batista americano e faz com que as crianças tornem-se incrédulas para as religiões místicas, coisas como vudu, candomblé, entre outros. Zé Jacaré é um macumbeiro, literalmente um macumbeiro, que ganha a vida fazendo truques de hipnose, mas que no momento, está mais preocupado com sua fome. Enquanto o Sobrancelhudo está ouvindo um programa de rádio de uma Madame que fala sobre a magia negra, ele ouve o chamado do Zé Jacaré e acaba quase virando almoço. Pica-Pau aqui é cético, um filho da puta que após fuder com a vida do Zé Jacaré, fode com a vida da infeliz da radialista, sentando a porrada na mulher. É, isso mesmo. Agora ele nos ensina a não sermos macumbeiros, espíritas, vuduístas, ou qualquer outra porra que não seja cristã ou seja lá o que for. Além de tudo já visto, ele é um intolerante religioso, um destruidor do paganismo, um inquisidor possivelmente paquistanês. Sim, crianças, viva a intolerância religiosa, vocês não podem mudar o mundo, aceitem as coisa como são e destruam todos que se oporem a suas idéias. E tenho dito.



06- O MÉDICO DE ÁRVORES





Meu episódio favorito. Aqui, O Debochado está tentando dormir e é atacado pela aparelhagem médica do Médico de Árvores, tentando se defender, ele acaba com a vida do pobre doutor, que tenta a todo custo salvar as árvores que o Pica-Pau destrói. OOOOOU SEJA, no grosso, o que temos é um homem tentando proteger a natureza e o meio ambiente, sendo que o Pica-Pau, diferente do mundo real, destrói tudo que é árvore sendo uma espécie de animal anti-ecológico, logo, como ele precisa da destruição, arrasa da vida do pobre e altruísta médico. DIGAM NÃO À NATUREZA! VOCÊS NÃO PRECISAM DELA! ELA NÃO É SUA RESPONSABILIDADE! DANE-SE O QUE O GREENPEACE DIZ! O MUNDO ESTÁ BEM MELHOR SEM PESSOAS ALTRUÍSTAS PROTEGENDO O VERDE E O OXIGÊNIO DO PLANETA! O QUE IMPORTA É A SUA SATISFAÇÃO PESSOAL! INDEPENDENTE DA CUSTA DE QUEM! FAÇA TUDO PARA DORMIR EM PAZ! DESTRUA! EMPOBREÇA! ARRASE COM SEUS INIMIGOS! PORQUE ELES SÃO UNS FILHOS DA PUTA SALVADORES E VOCÊ É UM ARAUTO DO DESCASO E DO CONFORMISMO. ORGULHE-SE DISSO!
Próximo!



05- PICA-PAU NA INDÚSTRIA VITAL





Um cão trabalha fazendo a manutenção das linhas telefônicas, de comunicação, e de transmissão audiovisual do país, sendo muito esforçado e dedicado. Mas eis que o Pica-Pau Debochado quer viver tranquilamente furando postes de madeira, logo, ele humilha a vida do pobre cachorro. De cara, nós vemos uma longa narrativa falando da importância do profissional canino para que as pessoas continuem desfrutando de boas transmissões por todo o país. Mas isso é sumariamente ignorado pelo Pica-Pau, que apresenta durante o episódio uma centena de postes de madeira apodrecidos, furados e perfurados, estraçalhados e, só porque o filho duma puta quer comer, ele impede o cachorro profissional de continuar seu trabalho, toda vez que é surrado, o cachorro fala a célebre frase: "Em todos esses anos nessa Indústria Vital, essa é a primeira vez que isso me acontece". Ééé crianças, mais uma vez moral da história: não respeitem a instalação pública, fodam-se os outros! Afinal de contas, quem se importa com o trabalho honesto, não é verdade?! Tá anotando São Pedro?! A culpa não é minha por ter molestado sexualmente aquele poste de luz e o profissional que estava em cima dele! Eu sou apenas uma vítima dos meios de comunicação.



04- PICA-PAU E A SENHORA FOME





Protagonizado pelo Pica-Pau Biruta esse talvez seja o episódio em que o personagem mostra sua verdadeira natureza com perfeição e tem duas versões, a segunda é estrelada pelo Pica-Pau de Olhos Verdes e é ainda mais apavorante de tão absurda, essa posição vale para ambos os episódios. No começo, nós temos um Pica-Pau que come a comida de todo mundo na floresta: das formigas, dos passarinhos, esquilos, a porra toda. Eles estavam guardando provisões para o rigoroso inverno. Mas o Pica-Pau só queria saber de continuar sendo a Erva Daninha da Sociedade que normalmente o é. Porém, chega o inverno e o bagulho fica muito doido virado e espartano pro passarinho disseminador de pestes virais. Ele passa muita fome e come o pão que o diabo amassou, conhecendo, na versão do Pica-Pau Biruta, a Fome em pessoa, num hilário duelo de gargalhadas para ver quem era mais assustador. Na versão do Olhos Verdes, ele não consegue casa e acaba ficando congelado. Na do Biruta, ele tem residência mas tá tudo na merda. No final, o Biruta fica cheio de Neve na casa e praticamente congela enquanto o Olhos Verdes congela mesmo por não conseguir abrigo. Em seguida, a Primavera chega e o Biruta se livra das enfermidades, continuando com a vida..... ....Mas a versão do Olhos Verdes é uma pérola à parte: ele é salvo pelos animais da floresta, os mesmo que o próprio roubou as provisões. Eles derretem o gelo e ainda dão uma bebida quente para que o Pica-Pau se liberte. Daí, o nosso amado Pica-Pau de Olhos Verdes se levanta e ataca a comida de todos da floresta novamente (!), gargalhando e correndo louco de felicidade pela floresta fazendo seu "ÊRRÊRRÊÊÊRÊ..." tradicional. Fim! Isso mesmo que você leu, FIM!! É, você não leu errado! FFIIIMMM!!!! Cara, eu nem sei que falar depois disso. De boa, vamos pra próxima posição.



03- O BARBEIRO DE SEVILHA





"Fígaroooo. Fígaroooo. Fííígaro. Fííígaro. Fígarofígarofígarofígarofígarofígaro, FIGARRRRROOOOOOO!!!!!!! FIGARRRRROOOOOO!!!!!!!!!!! AAAAHHHHH!!!!" Correção, este é o episódio que mais gosto. Aqui, o Pica-Pau Maluco supera com folga as versões do Pernalonga e de Tom & Jerry para a paródia de Fígaro. Este é o episódio mais genial e o menos ortodoxo de todos. Pra começar que tudo que o Pica-Pau faz é invadir uma barbearia e começar a atender um cliente que passa o pão que o diabo amassou com o semblante do capeta. Cara, a cena mais fantástica é ele cantando com os olhos vidrados no cliente durante uma parte sombria da ária e lançando gestos sádicos com uma lâmina enorme em punho. Meu amigo, a navalha passa a milímetros da garganta e da jugular do pobre coitado inúmeras vezes. Não satisfeito, o Pica-Pau taca objetos encima do cara, arrebenta com o infeliz no teto, destrói suas roupas, arrebenta seu rosto, e ainda faz o cara sair correndo pela rua louco e desesperado, completamente apavorado com a sanha assassina do baixinho topetudo, que cai no chão e passa mal de tanta gargalhada. Esse episódio é sensacional, o mais hilário, de chorar de rir mesmo. Crianças, brinque com navalhas com seu coleguinha, é divertido pacaramba!



2- PAGUE OS 50 CENTAVOS





Aqui, o Pica-Pau de Olhos Verdes descobre sua verdadeira profissão: cobrador. Sério, o cara nasceu pra isso. Primeiro, porque todo mundo sabe que ele só pensa em três coisas na vida: dinheiro, mulheres e comida. Segundo, ele não tem escrúpulos o suficiente para se preocupar com viver as custas dos outros. E terceiro, ora, porque ninguém consegue o que quer tão bem e com tamanha sede por corrupção do que o Pica-Pau. NINGUÉM! Aqui, ele vai cobrar os 50 centavos de uma bruxa por esta ter comprado um utilitário mágico do jovem Pica-Pau vendedor. A célebre frase: " E LÁ VAMOS NÓS!", é uma das mais queridas pelos fãs e o episódio é hilário. Cara, o Pica-Pau é muito chato, puta merda. Chega a dar pena da bruxa, que é uma caloteira sim, cabe lembrar que ela está errada o tempo todo, mas que ele é um muquirana sem vergonha (e a lista de qualidade não pára de crescer), ah isso é um fato. Fim. Ponto.
Próximo da lista.
Primeiro lugar.



01- PICA-PAU NAS CATARATAS DO NIÁGARA





Altamente previsível, eu sei. O melhor episódio de Pica-Pau é também o mais lembrado por todos, e com razão. O episódio é bom pacacete. Primeiro, o Pica-Pau debochado é mostrado em todo o seu esplendor e ele já é conhecido por ter idéias esdrúxulas. Aqui, ele tranquilamente, na maior cara de pau, traz um barril para descer as Cataratas do Niágara, só que na frente de um guarda! Ele não é muito normal essa porra! O homem da lei tenta prendê-lo, mas o Pica-Pau o ludibria e o manda para dentro do barril, o fazendo descer pelas cataratas logo em seguida, acompanhado por uma ola de turistas que fotogravam da lateral da queda d'água (AAAÊÊÊÊÊÊÊÊÊ!). Esse movimento seria repetido exaustivamente no episódio. No final, o Pica-Pau consegue o que quer (pra variar), mas não sem antes tirar um sarro do policial e vestir-se de guarda para aplicar-lhe uma multa. E é isso aí. Ponto final nessa lista. Falei que não ia me perdurar muito.





Márcio Couto é maconheiro, cheirador, gosta de se furar, de ácido, se aproveita dos outros por puro prazer, é disseminador do mal, mata homens da lei e transa com suas esposas, não sabe voar mas tem penas no cú, gosta de violar postes e árvores, já foi hippie, anarquista, petista, mas hoje em dia vive uma vida pacata com seu cachorro, netos, e sua filha, do qual se casou e ensinou as coisas boas da vida.

13 comentários:

  1. Haja memória, hein!! rsrs..

    ResponderExcluir
  2. Bela lista,rs...mas senti falta principalmente do episódio do "ceeeeem mil dóooolares...iaaaates...mansões...mulheeeeeres....cem mil dóóóólares...." hahaha

    ResponderExcluir
  3. pode crer cara

    http://www.youtube.com/watch?v=TpR83HrEcwM
    segue aki o link do estufador de passaros!!!
    mto maneiro

    ResponderExcluir
  4. cacete pela terceira vez tento postar aqui, e o Blogspot não deixa, então vou só ser troll¬¬

    É amanha vai parecer com a Xita...afinal o pica-pau vai virar um macaco.

    E o Tumulo de Grant é uma pegadinha americana pq quem está enterrado nele não é ninguém chamado Grant.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ulysses s grant e sua esposa estão enterrados no túmulo de grant nunca viu beakman?

      Excluir
  5. Foda,muito boa lista, mas senti falta dos episódios que vc msm falou e o que o josé carlos falou tb...Mas mt boa lista d qq jeito..

    ResponderExcluir
  6. não sabia dessa avalanche, valeu pelo enriquecimento

    pois é, de fora sempre fica algum (mestre yoda mode on)

    ResponderExcluir
  7. o barbeiro de sevilha eu n sei pq mas n consigo gostar desde q era pequeno acho q eh pq ele tah o over do over nele exagerado demais até se tratando do pica pau
    otro q eu n consigo gostar mt eh o da bruxa, sempre me perguntei se a bruxa é uma bruxa pq ela simplesmente n enfeitiçava o pica pau e levava a vassoura de volta
    o das cataratas é hors concours nem compensa mais colocar ele em nenhuma lista

    ResponderExcluir
  8. Parabéns, meu! Dei pela falta daquele "Se o pica-pau tivesse comunicado a polícia, isso nunca teria acontecido". Frases clássicas que repito pela vida a fora, assim como "E lá vamos nós" e "Três pra você, um, dois, três pra mim"

    ResponderExcluir
  9. Pica Pau - Rei Luisinho
    Esse é muito legal nada de tapa na cara kkkkkkkkkkkkkkkk
    http://www.youtube.com/watch?NR=1&v=nQaRRhKvlU0&feature=endscreen

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Ah tá certo mas o pica pau faz eu rir bastante...rsrsrs

    ResponderExcluir